Roda de conversa sobre literatura guineense aborda livro “A última tragédia”

O grupo de Estudo das Literaturas Africanas – Geafricanas/Unilab convida para a roda de conversa sobre Literatura da Guiné-Bissau. O destaque, dessa vez, fica para o livro “A última tragédia”, de Abdulai Sila. O evento ocorre na próxima segunda-feira (1º), às 13h, na sala 210, bloco 3, na Unidade Acadêmica dos Palmares, em Acarape/CE.

Haverá mediação dos estudantes Eugênio Nunes e Justino Gomes, enquanto a coordenação é das professoras Sueli Saraiva e Andrea Muraro.

O Geafricanas/Unilab faz parte do projeto de pesquisa “Literatura, neocolonialismo e resistência nos países africanos de língua portuguesa” (Pibic Unilab/CNPQ).

Sobre o escritor

Abdulai Sila nasceu em 1958, em Catió, sul da Guiné-Bissau. Até o momento, é autor de 4 romances e 3 peças teatrais. Tendo iniciado uma corrente ficcional original, é um dos escritores mais comprometidos com a questão político-social de seu país.

“A última tragédia” é o seu segundo romance, publicado em 1995. O enredo remete ao tempo colonial e gira em torno da disputa das identidades, dos espaços, dos poderes entre colonizado e colonizador. Põe em evidência as violências do sistema e a determinação e resistência do povo guineense.

Árduo defensor da literatura guineense, Sila é cofundador da Kusimon Editora, a primeira editora privada no país, contribuindo para o fomento da cultura literária guineense.

Comentários encerrados.