Educação a Distância recebe nota 4 em avaliação do MEC

A Educação a Distância da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) recebeu a nota 4 (conceito “Muito Bom”), em recente avaliação realizada pelo Ministério da Educação (MEC). A escala de avaliação vai de 1 a 5.

A nota é fruto de um ato autorizativo de recredenciamento do MEC, que avalia a instituição e não só confirma ou nega a sua competência para oferecer cursos em nível superior, mas também reafirma ou altera a categoria na qual o estabelecimento se enquadra.

“A nota 4 indica que estamos trabalhando de forma coerente e que a instituição continua autorizada a oferecer cursos de graduação e pós-graduação a distância”, comemora a diretora do Instituto de Educação a Distância (IEAD), Maria Cristiane Martins. “Isso valida os esforços dispensados nos últimos anos, no sentido de buscar maior organicidade para as políticas e gestão da educação a distância na instituição. Entre elas, podem-se citar a regulamentação do IEAD, concurso para professores, implantação da nova versão do Moodle como ambiente virtual de aprendizagem, capacitação do quadro técnico administrativo e cursos de extensão voltados a toda a comunidade”, completa a diretora.

A avaliação in loco ocorreu no período de 12 a 14 de junho de 2019. Todo o trabalho de acompanhamento dos avaliadores, bem como a preparação da documentação, foram conduzidos pelo IEAD, com a colaboração da Diretoria de Regulação, Indicadores Institucionais e Avaliação (DRIIA), coordenadores dos cursos de graduação e pós-graduação EAD, além de setores da Unilab.

Equipe IEAD | Foto: IEAD

“Nesse período de rigorosa e minuciosa avaliação, o IEAD apresentou todos os documentos solicitados e justificou todas as ações de EAD da Unilab, deixando claro à equipe do MEC a importância que a Unilab proporciona ao desenvolvimento da EAD na universidade com a composição do IEAD, principalmente através da formação de uma equipe competente e experiente, e que constantemente é capacitada para desenvolver os trabalhos complexos que demandam as atividades EAD”, garante Maria Cristiane.

“O IEAD realizou uma preparação de dois anos focada no recredenciamento. Assim, conseguimos receber com muita alegria a avaliação, nossa nota 4. Estamos cientes de que, com a continuação do trabalho de toda a equipe do IEAD em conjunto com todos os setores da Unilab, alcançaremos a nota 5 de excelência”, afirmou a diretora do IEAD.

Os principais pontos positivos identificados pelo MEC foram: a institucionalização da EAD na Unilab na forma de um instituto, com equipe especializada, e de cursos formados por doutores; a boa estrutura de Tecnologia da Informação (TI) com AVA e Sigaa em pleno funcionamento e excelência; bons projetos de extensão totalmente institucionalizados; e excelente capacidade de gestão educacional da EAD na Unilab.

Como conclusão, a equipe de recredenciamento do MEC avaliou que “Trata-se de uma IES com história, qualidade e de grande importância para sua comunidade e preparada para o desenvolvimento da modalidade de educação à distância”.

Sobre o IEAD

O Instituto de Educação a Distância realiza, atualmente, atividades de ensino, pesquisa e extensão a partir do seu quadro de servidores lotados no instituto. Criado mediante Portaria GR nº 532, de 10 de maio de 2018, o IEAD substituiu a Diretoria de Educação Aberta e a Distância (DEAAD), dando continuidade à educação a distância na Unilab, que já acumula 9 anos de experiência.

A abrangência da educação a distância da Unilab é dada a partir da oferta dos cursos atuais de bacharelado em Administração Pública e especializações em Gestão Pública, Gestão Pública Municipal, Gestão em Saúde, Saúde da Família e Gestão de Recursos Hídricos, Ambientais e Energéticos.

De acordo com a diretora Maria Cristiane, “o atendimento ao público é um trabalho diário de toda a equipe de profissionais que fazem parte dos cursos EAD, comunidade de alunos, tutores e comunidade externa. Hoje, os cursos de extensão realizados por servidores do IEAD têm grande procura da comunidade externa à Unilab”. A comunidade interna de docentes também é atendida, com o curso de capacitação realizado na modalidade EAD, com suporte do instituto. Os professores, tutores e coordenadores de tutoria realizam capacitação inicial e continuada, com cursos ofertados pelo IEAD.

O próximo passo é a ampliação de polos na região do Maciço de Baturité e para os países de língua portuguesa, ponto integrante da lei de criação da Unilab. A ideia é aumentar os acessos de qualidade à educação pela comunidade de diferentes cidades no interior dos estados do Ceará e da Bahia. “Interiorizar e internacionalizar o acesso aos ensino de qualidade é uma constante no trabalho do IEAD”, conclui Maria Cristiane.

Acesse a página do IEAD.

Comentários encerrados.