Unilab emite posicionamento sobre a ocupação dos campi, que vem causando prejuízo às atividades acadêmicas e administrativas

Diante do contexto de manifestações e ocupação de campi e setores da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), inclusive com comprometimento de atividades acadêmicas e administrativas, a Reitoria pontua os seguintes encaminhamentos:

1. A Reitoria não proporá ao Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão mudanças no calendário acadêmico por causa das manifestações, estando esse instrumento em fase de alinhamento com o calendário civil;

2. A Reitoria recomenda ao docente, impedido de dar aula pelos manifestantes, a alterar a metodologia da disciplina, substituindo aulas e avaliações presenciais por trabalhos individuais/em grupo ou outras alternativas didáticas, inclusive na modalidade a distância;

3. A Reitoria recomenda aos docentes, servidores técnico-administrativos e estudantes impedidos de exercer suas atividades a fazer registro junto à Ouvidoria (Sistema e-OUV ou ouvidoria@unilab.edu.br) e/ou à Corregedoria da Unilab (corregedoria@unilab.edu.br), reportando detalhes sobre as atividades comprometidas (disciplina, horário, risco a documentos e patrimônio institucional etc).

Na quarta-feira (17) a Reitoria deu início à constituição de um grupo de trabalho para propor novo edital em conformidade com a legislação vigente.

Na quinta (18) a Reitoria, a Prograd e Propae se reuniram com manifestantes pela manhã e à tarde para negociar e construir alternativas em vista da resolução do impasse, mas não houve acordo.

Na manhã desta sexta (19) houve novo esforço de negociação, mas sem sucesso para encerrar a ocupação.

Diante do considerável número de docentes, servidores técnicos e estudantes que tem cobrado a normalidade das atividades universitárias, chamamos a todos ao bom senso e à disposição ao diálogo, no sentido de construir alternativas possíveis com celeridade.

Redenção, 19 de julho de 2019.

A Reitoria

Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira

Comentários encerrados.