Professor da Universidade de Sheffield fará palestra no Campus do Malês sobre preconceito linguístico no Brasil

Professor da Universidade de Sheffield, Inglaterra, Paul O’Neill

Acontece na próxima quarta-feira (28), das 14h às 17h, na Sala 11 do Campus dos Malês, em São Francisco do Conde/BA, a palestra “O Preconceito Linguístico no Brasil e o Papel da Pesquisa Linguística”, com o professor da Universidade de Sheffield, Inglaterra, Paul O’Neill. A entrada é livre e dará direito a certificado. Para fazer a inscrição, basta enviar e-mail com o nome completo, curso e o número da matrícula ou RG/RNE para o email: tinrimetaafrica@gmail.com

A palestra irá analisar o preconceito linguístico a partir da teoria do filósofo francês Pierre Bourdieu, a qual enfatiza que os preconceitos linguísticos estão entrelaçados e intimamente relacionados a outros tipos de preconceitos e frequentemente os argumentos em torno das percepções dos traços linguísticos não são argumentos linguísticos senão argumentos sobre quem tem o poder de definir o que é o uso ‘correto’.

“Nesse contexto, diz O’Neill, apresento os esforços dos linguistas brasileiros para combater o preconceito linguístico contra variedades não-padrão do português, além de apontar que muitos destes estudos são guiados pelo princípio da correção de erros. Então, irei mostrar as evidências de estudos experimentais, nos quais crenças sobre a pertença de pessoas a um grupo social ou étnico desencadeiam avaliações distorcidas da fala deles. Ou seja, são interpretadas como falantes de uma variedade não padrão mesmo que tais características não estejam presentes na linguagem deles. Em resumo: o preconceito linguístico pode agir independente dos traços linguísticos”.

A palestra fará, portanto, sugestões e reflexões sobre o preconceito linguístico no Brasil, as teorias sobre as origens do português brasileiro e o papel da pesquisa linguística no combate ao preconceito linguístico.

Sobre o Palestrante

Paul O’Neill completou sua graduação em Línguas ‘Clássicas e Espanhol’ na Universidade de Oxford (Brasenose College) na Inglaterra. Mudou-se para Madrid (Espanha) onde fez Mestrado em Linguística Teórica. Ele retornou à Oxford (Linacre College) onde estudou e concluiu doutorado em ‘História do Verbo Ibero-Romance e o conceito teórico do morfema’. As pesquisas do professor Paul O’Neill centram-se na variação e na mudança nas línguas ibero-românicas (espanhol, catalão, galego, asturiano, aragonês) e especificamente nas variedades de português e espanhol faladas em todo o mundo. Suas pesquisas descrevem e explicam as mudanças históricas diacrônicas e sincrônicas dessas línguas e usando resultados para abordar os problemas linguísticos e sociais – ou seja, sobre o preconceito e discriminação linguística dentro da teoria linguística, assim como a linguagem que é representada mentalmente e na interação entre armazenamento e computação. O professor Paul O’Neill está atualmente escrevendo dois livros em língua inglesa: “A História Oxford da Morfologia Espanhola” e “História Oxford da Morfologia Portuguesa e Galega” e que serão publicados pela Oxford University Press.

Comentários encerrados.