Docente do Instituto de Humanidades organiza livro em inglês sobre os diversos aspectos da pobreza

O livro “Psychosocial Implication of Poverty: diversities and resistances‘ acaba de ser publicado pela Springer em sua versão e-book e impressa. 

A obra, organizada pelo professor James Moura, coordenador da Rede de Estudos e Afrontamentos das Pobrezas, Discriminaçoes e Resistencias (Reapodere), do Instituto de Humanidades (IH) da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), pela professora Verônica Ximenes, do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Ceará (UFC), Elívia Cidade, doutora em Psicologia pela UFC, e Bárbara Barbosa, doutoranda em Psicologia também da UFC, é um dos primeiros livros em inglês publicados por docente do Instituto de Humanidades da Unilab.

Dividida em duas partes, a obra apresenta uma compreensão multidimensional, psicossocial e crítica da pobreza ao reunir estudos realizados com grupos em diferentes contextos e situações de privação no Sul Global. A primeira parte apresenta estudos que revelam as implicações psicossociais da pobreza, apresentando os processos de dominação baseados na estigmatização e criminalização dos pobres, que contribuem para manter as realidades de desigualdade social. A segunda parte contém estudos focados em estratégias de combate à pobreza e formas de resistência desenvolvidas por indivíduos que se encontram em situações de marginalização.

“Os estudos apresentados neste volume partem do marco teórico desenvolvido pelas articulações entre Sociologia, Antropologia e Psicologia Social Crítica, Psicologia Comunitária e Psicologia da Libertação”, ressalta os organizadores da obra, acrescentando: “Faz-se um esforço para compreender a pobreza além de sua dimensão monetária, trazendo para a análise fatores sociais, culturais, estruturais e subjetivos. A ciência psicológica em geral não produziu conhecimentos específicos sobre a pobreza como resultado das relações de dominação produzidas pelas desigualdades sociais promovidas pelo sistema capitalista”.

Desta forma, este livro busca preencher essa lacuna apresentando uma perspectiva psicossocial com bases psicológicas e sociológicas alinhadas de forma dialética para compreender e enfrentar a pobreza.

Por isso, argumentam os organizadores, “Este livro será de interesse para sociólogos (as), psicólogos (as), administradores (as) públicos e economistas interessados (as) em estudos multidimensionais da pobreza, bem como para formuladores de políticas e ativistas que trabalham diretamente com o desenvolvimento de políticas e estratégias de combate à pobreza.”

Comentários encerrados.