IV Santo Amaro Afro: Modelagens, Saberes e Resistências recebe inscrições para monitoria, proposição de oficinas e minicursos

Estão abertas as inscrições para monitoria, proposição de oficinas e minicursos e submissão de trabalhos para o IV Santo Amaro Afro: Modelagens, Saberes e Resistências. O evento ocorre de 26 a 30 de novembro, sendo uma realização do Colégio Estadual Teodoro Sampaio em parceria com a Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), Instituto Federal da Bahia (IFBA) Campus Santo Amaro e Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) Campus Santo Amaro.

Inscrições para monitoria

Para auxiliar na organização e execução do evento, são disponibilizadas trinta vagas de monitoria. Para participar, basta enviar um e-mail para o endereço eletrônico santoamaroafro@evento.ufrb.edu.br, com dados de identificação pessoal (nome, telefone, endereço) e informando a Instituição de Ensino em que está matriculado, com o respectivo número de matrícula.

As inscrições podem ser realizadas até 15 de novembro.

As atividades de monitoria ocorrem nos dias 26, 27 e 30 de novembro, em Santo Amaro, e o candidato deverá disponibilizar carga horária mínima de 4 horas diárias durante o período citado, podendo inscrever-se estudantes da Unilab, UFRB, IFBA e de outras instituições de educação superior.

Proposição de oficina e minicurso

A organização do evento recebe proposições de oficinas e minicursos que dialoguem com as temáticas do evento. Quando da proposição da oficina, deve-se informar o tema, a quantidade de participantes e os materiais que serão necessários. Serão aceitas proposições de oficinas e minicursos até 10 de novembro.

As oficinas serão realizadas no dia 26 de novembro, no Colégio Estadual Teodoro Sampaio. Pela manhã, ocorrem das 10h às 12h.

Submissão de trabalhos

As apresentações de trabalho ocorrerão nos dias 26 e 27 de novembro, no pavilhão de aulas do IFBA, Campus Santo Amaro, das 15h às 17h.

Cada participante poderá submeter, no máximo, dois resumos como primeiro autor, desde que em eixos diferentes, e até dois resumos para participação como coautoria. Salienta-se que não será cobrada taxa de pagamento para inscrição no evento, para submissão dos resumos ou para publicação do texto nos anais do evento.

Cada autor que deseja submeter seu resumo à avaliação deverá escolher um dos eixos temáticos da lista ofertada anteriormente e enviar seu texto considerando o limite de 1.000 a 3.000 caracteres com espaço, em fonte Arial ou Times New Roman, tamanho 12, arquivo Word compatível com a versão 2003.

Os trabalhos submetidos serão apresentados na modalidade oral e será reservado um período de 15 minutos para cada exposição, além de um período para intervenções e discussões mediado pelos coordenadores do GT. Os trabalhos aprovados serão posteriormente publicados nos anais do IV Santo Amaro Afro.

As propostas deverão ser apresentadas exclusivamente por meio do envio do resumo para o e-mail santoamaroafro@evento.ufrb.edu.br, no período de 23 de outubro a 12 de novembro, e devem identificar o Eixo Temático principal.

A divulgação das propostas de trabalho aprovadas ocorrerá no dia 20 de novembro no site do evento e das instituições organizadoras. Na divulgação será informada a data de apresentação e horário.

As propostas de trabalho devem indicar um dos eixos temáticos:

GT 1 – Percursos da memória

Buscam-se trabalhos que vejam a memória não apenas como algo que lembra o passado, mas que trata do próprio jogo das relações sociais, culturais e religiosas. A memória é algo que mobiliza fluxos e tensionamentos e é a manifestação da liberdade de um povo, além de ser a expressão de atitude política e de autoafirmação. Preservá-la é preservar presente, futuro e a identidade da comunidade.

GT 2 – Cultura e decolonialidade

De acordo com Valter Mignolo, o colonialismo é o lado obscuro da modernidade. O pensamento decolonial se apresenta como uma força de contraposição ao pensamento hegemônico eurocêntrico. Interessa-nos refletir sobre os saberes e os fazeres da cultura que emergem de vozes tidas como periféricas e subalternas, mas que congregam em si forças de lutas, enfrentamentos e resistências e outras cosmogonias não oficiais.

GT 3 – Tecnologias e artes

Interessam aos organizadores, reflexões sobre tecnologias e artes que se contraponham à hegemonia do capital financeiro. Buscamos olhares sobre marginalidades periféricas, o contemporâneo ou o con(tra)temporâneo em aparatos tecnológicos e expressões artísticas que se afastem dos meios de produção e divulgação convencionais e que apostem em novas formas de ser, sentir, fruir e saber o que é arte o que é tecnologia.

GT 4 – Educação e espiritualidade

Pretende-se oportunizar diálogos quanto às contribuições da espiritualidade para a tarefa formativa da educação, entendendo que, para o desenvolvimento do homem em sua integralidade e multidimensionalidade, precisam ser considerados os aspectos emocionais, corporais e transcendentais.

Programação provisória

Dia 26/11

Local: Colégio Estadual Teodoro Sampaio

08h às 09h – Mesa de abertura.

09h às 10h – Apresentação de grupos artísticos

10h às 12h – Oficinas e minicursos

Local: IFBA

15h às 17h – Apresentação de trabalhos:

GT1: Percurso da memória;

GT2: Cultura e decolonialidade;

GT3: Tecnologias e artes;

GT4: Educação e Espiritualidade;

Dia 27/11

08h às 12h – Oficinas

Local: IFBA

15h às 17h – Apresentação de trabalhos:

GT1: Percurso da memória;

GT2: Cultura e decolonialidade;

GT3: Tecnologias e artes;

GT4: Educação e Espiritualidade;

18h Sarau Afro

Dia 30/11

Local: IFBA

08h às 9h – Mesa de discussão.

09h às 11h – Oficinas. 11h às 12h – Apresentação cultural.

Comentários encerrados.