“Práticas, pesquisas e produções em torno da África e das Africanidades” é tema do IV Novembro Afro-brasileiro, no Ceará

 

O Setor de Promoção da Igualdade Racial Kabengele Munanga (Sepir), vinculado à Pró-Reitoria de Políticas Afirmativas e Estudantis (Propae/Unilab), realizará, nos próximos dias 11, 26, 27 e 28, a quarta edição do Novembro Afro-brasileiro, com a temática: “Práticas, pesquisas e produções em torno da África e das Africanidades”, nos campi do Ceará.

Na próxima segunda-feira (11), a partir das 18h30, será a abertura que acontecerá na área de convivência da Unidade Acadêmica dos Palmares, em Acarape/CE, com o espetáculo: “Elas em mim”, do Grupo Organizado de Teatro Amador (GOTA), de João Pessoa/PB.

Nos dias 26, 27, 28 de novembro, as atividades serão desenvolvidas no Auditório do Campus Liberdade, em Redenção/CE. 

Inscrições

A partir do dia 26, as inscrições para participação e certificação das atividades de cada dia (de 26 a 28) serão efetuadas no hall de entrada do Auditório do Campus Liberdade.

Entre as atividades, teremos: apresentação teatral, performances culturais, conferência, lançamento de livros e debates em torno da cultura africana e afro-brasileira, sobre a lei 10.639/2003 (obrigatoriedade do ensino da história e cultura afro-brasileira). Além de discussões sobre negritude, gênero, racismo e intolerância religiosa.

Sobre a encenação teatral: “Elas em mim”

Diante de sua ancestralidade, inicia-se uma busca pelo entendimento real das desigualdades e sofrimentos que ocorrem com as negras e negros no Brasil, “Elas em mim” traz para o palco uma coletânea de textos que propõem refletir o nosso dia a dia. Preconceitos disfarçados, piadas, padrões de beleza que aprisionam, desconsideram a negritude e o belo de sua cultura, a ancestralidade compõe o empoderamento corporal e sonoro.

Confira a Programação!

Sobre o evento

A quarta edição do Novembro Afro-Brasileiro foi idealizada pelo Serviço de Promoção da Igualdade Racial Kabengele Munanga (Sepir), vinculado à Pró-Reitoria de Políticas Afirmativas e Estudantis (Propae), e pelo Centro de Estudos Interdisciplinares Africanos e das Diásporas (Ceiafrica), com o apoio da Pró-Reitoria de Extensão, Arte e Cultura (Proex).

O evento faz referência ao 20 de Novembro – Dia da Consciência Negra. O evento reúne um conjunto de atividades nas áreas de arte, educação e cultura afro-brasileiras. Em sua primeira edição, em 2016, realizou-se sob a temática da “Consciência e Ação” (por isso, o subtítulo “ConsciênciAção”).

Matérias relacionadas: III Novembro Afro-Brasileiro tem atividades nos próximos dias 10 e 11

Encerramento do III Novembro Afro-Brasileiro acontece nesta terça (11), com apresentação musical

Comentários encerrados.