Vivência em arteterapia marca movimento Janeiro Branco na Unilab

Na última quarta-feira (15), a equipe da Divisão de Saúde e Segurança do Servidor, da Superintendência de Gestão de Pessoas (DAS/SGP), realizou a ação “Da Arte à Terapia: Vivência em Arteterapia”, destinada a servidores e colaboradores da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab). A atividade buscou abordar aspectos de proteção à saúde mental, que podem ser acionados por processos criativos.

A ação é fruto do movimento “Janeiro Branco”, que representa o mês de sensibilização e cuidado em saúde mental.

Com a participação da psicóloga e arteterapeuta Silvia Miranda, a vivência contou com momentos variados, como falas sobre os sentidos e objetivos da arteterapia, vídeo, músicas e atividades manuais, explorando a espontaneidade, reflexão e criatividade suscitadas pela facilitadora.

Para a servidora Itelvina Silvestre, a atividade propiciou um momento de reflexão, o que ela apontou como importante pela interação com colegas, envolvimento e cuidado da facilitadora.

No mesmo sentido, a servidora Ângela Patrício destacou que as ações da DAS devem contribuir para intensificar o diálogo na universidade. “Tenho certeza que essas ações promovidas pela DAS irão abrir um espaço de diálogo entre o servidor e a universidade, cada vez mais humano e agradável. É essencial sabermos que podemos ser ouvidos e acolhidos!”, afirmou.

O servidor Henrique Pinho conta que está sempre atento às atividades de bem-estar promovidas pela DAS. “Já participei de inúmeras delas, que engrandeceram e continuam a transformar meu dia a dia, a exemplo de aulas de meditação, palestras motivacionais, dentre outras atividades que são ofertadas à comunidade acadêmica em geral. Sempre é uma experiência fantástica e construtora. A oficina de arteterapia não foi exceção. O assunto, por si, já é algo interessante, e a facilitadora foi muito feliz em nos colocar diretamente como agentes nessa descoberta (ou redescoberta) do que é arte para cada um de nós, ou mesmo da arte de cada um de nós, a qual muitas vezes não é percebida no momento de sua execução”, pontuou.

A equipe da Divisão de Saúde e Segurança do Servidor agradeceu a participação dos servidores e colaboradores e aproveitou para convidar a comunidade acadêmica a encampar o movimento “Janeiro Branco”, difundido a ideia de que “Quem cuida da mente, cuida da vida”.

Comentários encerrados.