“Desafios e perspectivas sobre estudos e pesquisas no campo étnico-racial no Brasil” é tema da Roda de Conversa desta quinta (23)

A atividade desta quinta-feira (23), acontecerá a partir das 18h30, na Unidade Acadêmica dos Palmares, no térreo do bloco III, em Acarape/CE. A Roda de Conversa com a temática “Desafios e perspectivas sobre estudos e pesquisas no campo étnico-racial no Brasil” terá como convidada a presidenta da Associação Brasileira de Pesquisadores Negros (APBN), Nicea Quintino Amauro.

O evento é uma ação do Curso de Pedagogia, vinculado ao Instituto de Humanidades (IH/Unilab) e aberto aos públicos (estudantes, professores e técnicos da Unilab).

Sobre a convidada

Nicea Quintino Amauro é doutora em Ciências, na área de Físico-Química pela Universidade de São Paulo (USP). Faz parte do corpo docente da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), junto ao Instituto de Química e orientadora no Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática (PPGECM) e no Programa de Pós-Graduação em Química (PPQUI). Além disso, é presidente da ABPN (Associação Brasileira de Pesquisadores Negros) e pesquisadora sobre currículo, avaliação, experimentação, formação de professores, descolonização do currículo em química.

Associação Brasileira de Pesquisadores Negros (APBN)

A ABPN, organização sem fins lucrativos e apartidária, fundada em 2000, busca congregar e fortalecer pesquisadores negro e outro que trabalham com a perspectiva de superação do racismo, e com temas de interesse direto das populações negras no Brasil, na África e na Diáspora, defendendo e zelando pela manutenção da pesquisa com financiamento público e dos institutos de pesquisa em geral, propondo medidas para o fortalecimento institucional da temática das relações raciais.

Dentre suas finalidades estão: o fortalecimento profissional de pesquisadores/as; a consolidação de campos temáticos de pesquisas; a institucionalização de grupos de pesquisas e instâncias correlatas, face às exigências contemporâneas da diversidade e da multiplicidade da produção de conhecimentos no campo acadêmico, em particular, com a incorporação de estudos sobre relações raciais e sobre as populações historicamente discriminadas, com o intuito de refletir a riqueza de temáticas e de pesquisas no âmbito das Ciências Sociais e Humanas, das Ciências Sociais Aplicadas e das Ciências da Natureza, Ciências da Saúde e Ciências da Linguagem e das artes e Ciências outras.

Comentários encerrados.