Hoje é o encerramento da I Semana da Visibilidade Trans, Travesti e Não-Binária da Unilab

O Grupo de Estudos, Pesquisa e Imagem acerca das Transgeneridades (Gelitrans), juntamente com o Centro Interdisciplinar de Estudos de Gênero Dandata (CIEG) e o Projeto Transformando irão promover a I Semana da Visibilidade Trans, Travesti e Não-Binária da Unilab/CE, com o tema: “A esperança está na rua: é tempo de derrotar as violências”, alusiva ao dia 29 de janeiro, Dia Nacional da Visibilidade Trans. Serão três dias de atividades educativas e culturais nos campi da Unilab/CE, nas cidades de Acarape e Redenção.

PROGRAMAÇÃO

Dia 27 (segunda-feira)

Mesa de abertura

Mediadora: Acarlos Lima (Gelitrans)

Convidades: Ana Paula Braga Luz – Graduada em História/UECE e atua no Projeto de Extensão Transpassando da UECE; Mary Santos – Servidora terceirizada; Ullanova Venuto – Presidenta da Associação pela Liberdade de Orientação Sexual de Guaiúba (Aplosg)

Local: Auditório Bloco Didático Campus da Liberdade, Redenção/CE

Horário: 18h30

 Dia 28 (terça-feira)

Cinedebate: “Olho para mim de novo”, de Kiko Goifman e Claudia Priscila, com participação de Sillvyo Luccio.

Local: Unidade Acadêmica dos Palmares, bloco 3, 1° Andar, Sala 106, em Acarape/CE

Horário: 14h30.

Roda de conversa: “Vivências e afetividades de pessoas trans e travestis”

Ministrante: Lukresya Nascimento – atua no Projeto de Extensão Transpassando da UECE.

Local: Unidade Acadêmica dos Palmares, Bloco 2, Pátio (térreo), em Acarape/CE.

Horário: 19h.

Dia 29 (quarta-feira)

Mesa redonda: “Guerras e desafios na Unilab para as criações de políticas públicas para transexuais, travestis e não-bináries”.

Convidades: Representações do CIEG Dandara e alunes.

* Apresentação artística da performance “Boneca perigosa e seus sujos golpes”, com Isadora Ravena (UFC), após a finalização do debate.

Local: Pátio do Campus da Liberdade.

Horário: 14h

Encerramento – Noite Cultural –

Apresentações artísticas:

Banda Cabaçal Palmares – Banda de música regional

Barroso Júnior – Cantor

Ruby Diamondis – Atriz, cantora e compositora

DJ’s variades

Local: Praça do Obelisco (Redenção/CE)

Horário: 19h

Marco histórico do dia 29 de janeiro

 No dia 29 de janeiro de 2004, mulheres e homens trans e travestis foram a Brasília, para participar do lançamento da campanha “Travesti e Respeito” do Ministério da Saúde, que visou promover a cidadania e o respeito entre as pessoas e que mostrasse a relevância de suas ações no Congresso Nacional.

Foi o primeiro ato nacional organizado pelo movimento trans (travestis, transexuais e transgêneros) e isso repercutiu muito, de maneira que não só a data é lembrada e celebrada, como diversas manifestações e passeatas aconteceram ano após ano para reafirmar a importância da vida dessas pessoas.

Segundo agências internacionais como a Transgender Europe e Trans Respect Versus Transphobia Worldwide, cerca da metade dos homicídios de transexuais do mundo ocorrem no Brasil (Fonte:  El País (ed. de 29 de setembro de 2014) e  BBC Brasil (por Loureiro, Gabriela (23 de novembro de 2016).

Comentários encerrados.