I Congresso Internacional de Ensino e Formação Docente reúne 835 participantes e mais de 400 trabalhos

Mesa de abertura do I Congresso Internacional de Ensino e Formação Docente.

Quando se trata de um evento, qualquer que seja sua natureza, não há clichê maior do que dizer que este ou aquele superou todas as expectativas. Mas esse lugar comum é, sem dúvida, o que melhor define o grande sucesso do I Congresso Internacional de Ensino e Formação Docente (CIEF), que traz como tema Ensino e Formação Docente na contemporaneidade: (in) certezas, desafios e lutas” e está sendo realizado entre os dias 29 e 31 de janeiro, no Campus da Auroras, em Redenção/CE.

Organizado pelo coletivo de professores do Grupo de Pesquisa EDDocência e do Programa Associado de Pós-Graduação em Ensino e Formação Docente (PPGEF/Unilab-IFCE), este evento científico foi pensado, inicialmente, para congregar, no máximo, 200 participantes e reunir, se possível, um punhado de bons trabalhos a serem apresentados. “Pensamos timidamente, pequenino, em realizar um evento modesto, mas, à medida que o tempo foi passando, o interesse do público foi só aumentando. Quando vimos, a gente já contava com 485 submissões de trabalhos”, reforça Sinara de Almeida, uma das organizadoras do evento.

Em pé: professora Sinara de Almeira, uma das responsáveis pela organização do Congresso.

Em pé: professora Sinara de Almeira, uma das responsáveis pela organização do Congresso.

Contrariando tais expectativas, o evento conseguiu reunir 835 participantes e cerca de 400 trabalhos estão sendo apresentados, mas que, antes disso, tiveram que passar pelo crivo de 105 gabaritados pareceristas, garantindo o alto nível das discussões científicas em torno de um tema essencial para todos: educação.

Os números positivos desse congresso, todavia, não param por aí. Além das centenas de trabalhos, o CIEF contará com oito mesas redondas, quatro minicursos e oito oficinas, além de videoconferências e lançamentos de livros, que compõem uma PROGRAMAÇÃO recheada de temas e discussões fundamentais.

Abertura Oficial

A abertura oficial do I Congresso Internacional de Ensino e Formação Docente aconteceu ontem, dia 29, no começo da tarde, no Pátio dos Auditórios do Campus das Auroras e contou que a participação de várias autoridades.

Na composição da mesa de abertura está também a explicação para o grande êxito deste evento científico, uma vez que esta revela o esforço conjunto de muitos profissionais da educação, assim como de várias entidades que juntaram ideias e forças para tornar realidade esse congresso.

Desta forma, na composição da mesa estavam: Silviana Mariz, coordenadora de Projetos e Acompanhamento Curricular da Pró-reitoria de Gradução (Prograd), representando o reitor da Unilab, Alexandre Cunha; Reuber Saraiva, Pró-reitor de Ensino do Instituto Federal de Educação, representando o Reitor do IFCe, Virgilio Araripe; Juliana Celestino, represetando a Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (Proppg/Unilab); José Menezes, Pró-Reitor de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação (PRPI/IFCE); Rafaella Pessoa, Pró-Reitora de Extensão, Arte e Cultura (Proex/Unilab); Jober Sobczak, Diretor do Instituto de Ciências Exatas e da Natureza (ICEN); Sinara de Almeida, Coordenadora do Programa Associado de Pós-Graduação em Ensino e Formação Docente (Unilab-IFCe); Elcimar Martins, Coordenador Geral do CIEF; Elisangela Costa, Coordenadora Institucional do Programa Residência Pedagógica (RP); e Angélica Bezerra, Secretária Adjunta de Educação de Redenção/CE.

Apresentação artística do grupo Vozes da África.

Apresentação artística do grupo Vozes da África.

Antes da formação da mesa de abertura teve a apresentação de dança com o grupo Vozes da África. E depois dos discursos de abertura, teve início a conferência sobre o ensino e formação docente – Brasil/África: com o professor de Cabo Verde (UniCV), Alindo Mendes e a professora da Universidade Estadual do Ceará (UECE), Socorro Lucena, com mediação da professora da Unilab, Artemisa Cande Monteiro.

Universidade, educação básica e formação docente

Nesses três dias, o CIEF vai congregar pesquisadores, professores, estudantes de graduação e de pós-graduação, técnicos da educação e demais interessados em refletir – a partir do diálogo entre a universidade e a escola da educação básica – sobre os desafios e as possibilidades do Ensino e da Formação Docente no atual contexto, marcado por (in)certezas, desafios e lutas.

Participantes da conferência de abertura do Congresso.

Participantes da conferência de abertura do Congresso.

“Importa darmos continuidade aos debates, convidando para esta ciranda em torno da formação e do trabalho docente um número cada vez maior de pessoas e instituições que possam agregar, com suas experiências e estudos, novas reflexões a esta temática tão cara para a sociedade contemporânea.”, destaca a organização do evento.

O tema do ensino e da formação docente se confunde, naturalmente, com as aspirações iniciais da própria Unilab, que foi criada com a perspectiva de materializar estratégias de cooperação internacional com Timor Leste e Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (Palop), considerando as demandas desses diferentes locais em relação à formação de profissionais necessários à promoção de seu desenvolvimento. Uma das áreas prioritárias de ação definidas pelo conjunto de países foi a formação de professores para atuação na educação básica.

Trilhando esse caminho, a Unilab vem, desde a sua origem, articulando a construção e a operacionalização de cursos voltados à formação de professores em nível de graduação, e pós-graduação. Considerando os desafios postos pela realidade, os compromissos institucionais estabelecidos junto à comunidade e, ainda, os resultados das atividades desenvolvidas a partir da extensão universitária, dos estágios, das atividades de iniciação científica e iniciação à docência.

E mais um capítulo dessa história foi escrito com a implantação, em 2019, da primeira turma do Mestrado em Ensino e Formação Docente, que ofertou 20  vagas. Contudo, em sua primeira edição, esse mestrado recebeu 305 inscrições de professores dos mais variados estados brasileiros.

“Importa darmos continuidade aos debates, convidando para esta ciranda em torno da formação e do trabalho docente um número cada vez maior de pessoas e instituições que possam agregar, com suas experiências e estudos, novas reflexões a esta temática tão cara para a sociedade contemporânea.

Feira Agroecológica

Durante os três dias do CIEF teremos a Feira Agroecológica da Unilab, no campus das Auroras. Na ocasião serão comercializados produtos da agricultura familiar, artesanato e outros dos grupos produtivos que fazem parte da Rede de Arte, Cultura e Agricultura Familiar (RACAF). Coordenação: Profa. Dra. Clebia Mardonia Freitas Rabelo Incubadora Tecnológica de Economia Solidária (INTESOL)

Organização:

Elcimar Simão Martins / Coordenação CIEF

Elisangela André da Silva Costa / Coordenação Institucional PRP

Sinara Mota Neves de Almeida / Coordenação PPGEF UNILAB-IFCE

Realização:

Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Educação, Diversidade e Docência – EDDocência

Programa de Pós-Graduação em Ensino e Formação Docente (PPGEF Unilab-IFCe)

Instituto de Ciências Exatas e da Natureza (ICEN/Unilab)

 

Comentários encerrados.