Reitor pro tempore da Unilab é empossado vice-presidente do Cruc

Foto: Chico Gomes.

Articular mais ainda a rede das universidades cearenses para que o estado tenha mais desenvolvimento social e econômico. Norteado por esta ideia, o reitor pro tempore da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), Alexandre Cunha, assumiu o cargo de vice-presidente do Conselho de Reitores das Universidades Cearenses (Cruc), para o qual foi eleito em novembro do ano passado.

A solenidade ocorreu no último dia 24, no auditório da Secretária da Ciência, Tecnologia e Educação Superior. Na ocasião, o secretário Inácio Arruda empossou também o presidente do Cruc, o reitor da Universidade Regional do Cariri (Urca), Francisco Lima Júnior.

Alexandre Cunha avalia que o estado do Ceará passou por uma mudança de cenário no ensino superior nos últimos 15 anos, contando agora com mais capilaridade em boa parte das regiões cearenses e ofertas das mais diversas em graduações e pós-graduações, além de grupos de pesquisa.

Reitor pro tempore da Unilab, Alexandre Cunha toma posse como vice-presidente do Cruc. Foto: Chico Gomes.

“O que estamos precisando é interagir melhor e integrar melhor as instituições. As expectativas são grandes. Em março haverá um simpósio sobre educação superior no estado e, a partir daí, vamos plantar algumas sementes. É muito importante para a Unilab estar engajada e na vanguarda dessas movimentações, o que fortalece muito a instituição”, declarou.

A nova presidência do Cruc sucede à gestão do reitor da Universidade Vale do Acaraú (UVA), Fabiano de Carvalho, que cumpriu mandato durante o ano de 2019. Fabiano de Carvalho destacou alguns pontos da gestão que precisam ser resolvidos, como a anuidade das universidades, a lei de autonomia e a internacionalização das universidades cearenses. Fabiano foi homenageado com uma placa e um certificado alusivo ao seu trabalho à frente do Cruc.

O secretário Inácio Arruda encerrou a solenidade parabenizando os novos dirigentes do Cruc. E convidou todos para o Simpósio de Educação Superior, que vai discutir, entre outros assuntos, os impactos das universidades no desenvolvimento do Ceará. “As universidades trabalham como grandes condutoras de projetos de desenvolvimento, de atração de empresas, a serviço do crescimento econômico do Estado”, ressaltou Inácio. O Simpósio de Educação Superior, promovido pela Secitece, está marcado para os dias 12 e 13 de março, na Assembleia Legislativa do Ceará.

Foto: Chico Gomes.

Presentes à solenidade de posse do novo presidente do CRUC, o reitor Jackson Sampaio (Uece), o pró-reitor do IFCE, Wally Menezes, e o secretário de Desenvolvimento Econômico e Trabalho (Sedet), Maia Júnior. Participaram também o secretário Executivo da Secitece, Francisco Carvalho, a secretária Executiva de Planejamento e Gestão Interna, Nágyla Drumond, o coordenador da Educação Superior, Cândido BC Neto, a professora Paula Lenz, representando a Funcap, e o diretor da Casa Amarela da UFC, Wolney Oliveira, entre outras autoridades.

Sobre o Conselho

O Cruc é uma entidade civil, com personalidade jurídica de direito privado, fundada em 15 de julho de 1992. É formado por oito universidades do Ceará, sendo sete públicas e uma privada: Urca, UVA, Universidade Estadual do Ceará (Uece), Universidade Federal do Cariri (UFCA), Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-brasileira (Unilab), Universidade de Fortaleza (Unifor), Universidade Federal do Ceará (UFC) e o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE).

Com informações de Secitece.

Comentários encerrados.