Especialização em Gênero, Diversidade e Direitos Humanos oferta 150 vagas para estudantes e seleciona também professores e tutores

O novo curso de Especialização em Gênero, Diversidade e Direitos Humanos (Instituto de Educação a Distância/Unilab) oferta 150 vagas para estudantes, além de vagas para professores formadores e tutores.

A especialização propõe uma formação aprofundada para profissionais de diversas áreas sobre as questões de gênero, direitos humanos, violência contra as mulheres e a população LGBT. O objetivo é fomentar a educação permanente na perspectiva da promoção da igualdade de gênero e da garantia dos direitos humanos. Confira cada edital:

Estudantes

Edital 28/2020 – Processo Seletivo Simplificado de Vagas para Discentes – inscrições abertas até 2 de julho.

O curso é oferecido gratuitamente (excluindo a taxa de matrícula), na modalidade a distância, com duração de 18 meses e carga horária de 420h. São 150 vagas divididas em 5 polos de atuação EaD da Unilab: Redenção, Aracoiaba, Boa Viagem, Itarema e São Francisco do Conde. Os candidatos devem escolher um desses cinco polos.

Tutores de polo de apoio presencial

Edital 25/2020 – Processo Seletivo Simplificado para Seleção de Tutores/as de Polo de Apoio Presencial – inscrições abertas até 2 de julho.

Tutores a distância

Edital 26/2020 – Processo Seletivo Simplificado para Seleção de Tutores(as) a Distância – inscrições abertas até 2 de julho.

Os tutores a distância e tutores presenciais acompanharão os estudantes e devem residir em um dos municípios dos 5 polos. Podem se candidatar titulares de especialização, mestres e mestrandos/as, doutores e doutorandos/as que não estejam recebendo bolsa (conforme Lei 11.273/2006, que proíbe o acúmulo das bolsas). Para mais detalhes, veja os pré-requisitos e as funções dos tutores no edital.

Professores formadores

Edital 27/2020 – Processo Seletivo Simplificado de Vagas para Discentes – inscrições abertas até 2 de julho.

Trata-se de seleção para cadastro reserva. Entre os pré-requisitos, é necessário ser docente concursado do quadro da Unilab, sendo permitida a participação de professores externos nos casos de não preenchimento das vagas; ter acesso à internet de forma contínua e conhecimento para utilizar as ferramentas tecnológicas; e disponibilidade mínima de 20 horas semanais. Também é desejável ter formação e titulação mínima nas áreas especificadas no edital.

Quaisquer dúvidas e questões, contate a coordenação do curso: ead-generodiversidadedh@unilab.edu.br.

Comentários encerrados.