Projeto disponibiliza vídeo “Dendicasa” com o grupo “Baú de Histórias”

Diante do momento da Pandemia do Covid-19, o Projeto “Um tesouro chamado Nordeste: A arte do saber popular, da criação ao espetáculo” adaptou sua programação para enfrentar a quarentena.  A nova proposta traz, no decorrer do período, a disponibilidade de novidades em vídeos, por exemplo: contação de história, oficinas e alguns cursos que serão postados no site do projeto.

O primeiro vídeo já está disponível contando a história “Dendicasa“, com o grupo “Baú de histórias”.

Teste aqui seus conhecimentos a respeito do vídeo que você assistiu. Esses exercícios contabilizam nota e são importantes para exercitar, fixar melhor o conteúdo das histórias contadas e garantir certificação.

Outros cursos podem acontecer por meio do Google Meet. Os participantes das atividades receberão certificados, desde que respondam ao teste e atinjam a pontuação máxima. O questionário estará disponível abaixo de todos os vídeos postados no site. 

Quem quiser colaborar com a iniciativa, ministrando algum curso, sugerindo histórias ou atividades para o grupo Baú de histórias, basta entrar em contato por meio do email: (@umtesouchamadonordeste@gmail) ou nas mídias sociais:  Instagram e Facebook.

Todas as atividades serão certificadas junto à Pró-Reitoria de Extensão, Arte e Cultura (Proex/Unilab) e pelo próprio projeto de extensão, que conquistou o título de “Ponto de Cultura do Ceará“, no último “Chamamento público de entidades e coletivos culturais situados no estado do Ceará como Ponto de Cultura”, promovido pela Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult). Confira o edital e o resultado final, no site da Secult/CE.

Sobre o Projeto

“Um Tesouro chamado Nordeste: a arte do saber popular, da criação ao espetáculo” está no seu terceiro ano de atuação, coordenado pelo Prof. Lourenço da Conceição e que tem a participação do estudante e bolsista Edilene Bernardo, além do apoio e colaboração de mais de 20 estudantes da Unilab.

O Projeto consiste na iniciativa da promoção de atividades artísticas e culturais para a comunidade do Maciço de Baturité, abordando, especificamente, a cultura popular nordestina, a partir de eventos culturais nas universidades, contação de histórias em escolas publicas, oficinas e palestras sobre a cultura nordestina.

Comentários encerrados.