Os ministros da Educação, Aloizio Mercadante; e do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas; e o governador do Ceará, Cid Ferreira Gomes, …

leia mais »

A Unilab, por meio da Coordenação de Pesquisa e Pós-Graduação, pretende enviar proposta de projeto para a Financiadora de Estudo …

leia mais »

A 65ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) será realizada em Recife de 21 a …

leia mais »

A Pró-Reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação e Extensão (PROPPGE) da Unilab lançou nesta sexta-feira (08) o Edital Nº 03/2013 para realizar …

leia mais »

O trabalho de formulação do primeiro projeto de Pós-Graduação Stricto Sensu (Mestrado) da Unilab está chegando a sua fase final. Durante …

leia mais »

O reitor Paulo Speller se reuniu, na tarde desta segunda-feira (28), no Auditório do Campus da Liberdade, com os docentes …

leia mais »

III Congresso Nacional de Feijão-Caupi será de 22 a 24 de abril em Recife

Nota

Produtores, comerciantes, pesquisadores e instituições que desenvolvem ou têm interesse em tecnologias de cultivo do feijão-caupi, também conhecido como feijão-macassar ou feijão de corda, produzido e consumido principalmente no Nordeste, se reúnem de 22 a 24 de abril em Recife durante o III Congresso Nacional de Feijão-Caupi (III Conac).

O tema do evento deste ano é “Feijão-caupi como alternativa sustentável dos sistemas produtivos familiares e empresariais”. Os interessados em submeter trabalhos no III Conac devem enviar os resumos até o dia 24 de março. As inscrições para participar do evento poderão ser feitas pelo site até o dia 17 de abril.

O Conac, promovido pelo Instituto Agronômico de Pernambuco, acontece a cada três anos no Brasil e tem por finalidade intercambiar experiências no âmbito científico entre pesquisadores, técnicos, estudantes, produtores rurais e consumidores, proporcionando informações atualizadas à comunidade acadêmica e a todos aqueles que produzem ou que, de alguma forma, estão ligados à cultura. São esperados no evento cerca de 600 participantes.

Durante os três dias de programação, 30 palestrantes nacionais e quatro internacionais abordarão as pesquisas realizadas nas áreas de exigências nutricionais, doenças, ervas daninhas, fixação biológica de nitrogênio, recursos genéticos, cultivares, melhoramento, biotecnologia, biofortificação e processamento, abrangendo toda a cadeia produtiva do feijão-caupi.

Cultura 

O feijão-caupi, feijão-macassar ou feijão de corda era explorado utilizando sistemas de produção tradicionais, tendo um mercado restrito e destinado à agricultura de subsistência. Entretanto, nos últimos anos vem adquirindo maior expressão econômica, devido, basicamente, à busca da população por alimentos saudáveis, e também na ampliação da área de produção que corresponde a 2/3 da produção de feijão do Nordeste e a 1/3 da produção nacional. Em 2011 foram colhidos no Brasil aproximadamente 1,6 milhão de hectares, com produção de 822 mil toneladas, média de 525 kg/ha. A maior produção concentra-se no Nordeste, com 84% da área plantada e 68% da produção nacional. A cultura do feijão-caupi mantém a cada ano 1,2 milhão de empregos diretos.

Apesar de a maior parte da produção ainda ser oriunda da agricultura familiar, percebe-se certo interesse dos grandes produtores, que detém maior poder aquisitivo e acesso a modernas tecnologias, em contribuir para a expansão das fronteiras agrícolas das Regiões Norte e Nordeste, seus principais produtores, para a Região Centro-Oeste.

Devido à importância da cultura do feijão-caupi, sua adaptação a climas adversos e a qualidades nutracêuticas, é de grande importância a realização de um evento periódico no Brasil, evidenciando o interesse crescente que este cultivo vem despertando no mundo.

Mais informações na Página Oficial do III Conac.

Normais de submissão de trabalhos no evento:

Download (PDF, 128KB)

Confira AQUI a programação do III Conac.