A primeira edição do FestModa Maciço da Unilab foi desafiante e promissora

Abertura do I Festival de arte em moda do território Maciço de Baturité (Festmoda Maciço), em Guaramiranga/CE

Durante cinco dias, a primeira edição do Festival de Arte em Moda do território do Maciço de Baturité/CE (FestModa Maciço) trouxe ações educativas integradas, como: palestras, mostras culturais, oficinas, citytour e rodas de saberes, além de um jantar cultural, desfile da segunda coleção da Grife Algodão na Flor e rodas de comercialização.

O projeto foi idealizado pelo Instituto Algodão na Flor, juntamente com as produtoras e os produtores que fazem parte da Grife Algodão na Flor, com o apoio da Incubadora Tecnológica de Economia Solidária (Intesol) da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-brasileira (UNILAB), em alusão ao dia do trabalhador e trabalhadora, comemorados no dia 1 de maio.

Foi neste dia (1º de maio de 2019) que aconteceu a abertura do FestModa Maciço, ocorrido na Pousada dos Capuchinhos, em Guaramiranga/CE. Para alegrar o evento, a participação da banda de música “Padre José de Anchieta” e do grupo do “Maracatu Batuque Odara de Vazantes”, da Fundação Fé e Alegria, Filial de Aracoiaba/CE.

A Incubadora Tecnológica de Economia Solidária (Intesol/Unilab), vinculada ao Instituto de Desenvolvimento Rural (IDR), é promotora do Projeto Grife Algodão na Flor e fomentadora do Fundo de Participação Solidária da Rede de Arte, Cultura e Agricultura Familiar (Racaf). Neste evento, a coordenadora da Intesol/Unilab, Clébia Freitas, realizou a apresentação da proposta do Fundo Rotativo Solidário Algodão na Flor com apoio de instituições que buscam desenvolver, sustentavelmente, as regiões em destaque, entre elas: Sebrae/CE, Senac/CE, Fecomércio/CE, O Povo, além das prefeituras envolvidas com a atividade produtiva.

Outro momento cultural, foi a apresentação do professor, escritor e cordelista, Ari Bandeira, natural da Barreira/CE, com o cordel “O Festmoda Maciço”.

Apresentação do Cordel “O Festmoda Maciço”, do professor e cordelista, Ari Bandeira

A temática “Trabalho, Cultura e Arte: Mulher e empreendedorismo” foi apresentada pela professora, doutora em Educação da URCA, Zuleide Queiroz, juntamente com a pedagoga e vice-prefeita de Redenção/CE, Ana Paula Braga e outros participantes.

Ana Paula Braga, vice-prefeita de Redenção/CE

Para Zuleide, atuante nos movimentos sociais de mulheres, em especial às mulheres negras, a importância do reconhecimento de suas raízes, envolvimento da cultura, modo de vestir, se intensificou após a chegada dos estudantes de países africanos e a ação da Unilab na região, “reconhecemos como as mulheres brasileiras, em especial as negras, estão começando a mudar seu modo de ser, sua cultura e seu comportamento e vestuário. O evento vislumbra a identidade e valorização das mulheres empreendedoras”, explica a doutora em Educação da URCA.

Zuleide Queiroz, professora da Universidade Regional do Cariri (URCA)

O Festmoda e as ações que o Intesol está promovendo, segundo De Lurdes, artesã do grupo EntreLaços, do município de Aracoiaba/CE, “veio para divulgar, fortalecer e expandir a comercialização dos produtos do seu grupo, sendo ele formado por sete mulheres agricultoras e artesãs. O espaço do empreendedorismo está nos recebendo e apoiando melhor, ao ponto de complementar a renda de nossas famílias”, enfatizou De Lourdes.

Grupo de artesãs do município de Aracoiaba/CE

O evento proporcionou oficinas de arte, moda e artesanato, destinadas ao público inscrito no evento, que foram realizadas pelos parceiros da Unilab, Sebrae/Baturité, Senac/Fecomércio/CE, Associação dos Amigos de Guaramiranga e Sebrae/Baturité. Outra conquista apontada pela coordenadora foi a implantação do Fórum de Turismo na Região do Maciço de Baturité/CE.

Para Clébia Freitas, o evento “foi desafiante diante da conjuntura em que o país esta passando, assim também as instituições e os municípios da região englobados pelo evento”, esclareceu a coordenadora da Intesol.

O quantitativo de inscritos que participou do evento, inscritos pelo site, totalizou 208 pessoas. Para as sete oficinas, o público chegou a 15 participante por atividade. A mobilidade de público por dia de evento com cerca de mil a 1.500 pessoas, além dos 400 convidados presentes de várias prefeituras, além da participação de mais de 70 estudantes da Unilab.

Oficina de Fuxico em cena: Artesanato com retalhões / Sebrae/Baturité | Foto: Intesol/Unilab

A Grife Algodão na Flor promoveu o desfile da segunda coleção, na abertura do evento e na praça de Guaramiranga/CE, com apresentação do vestido de noiva, idealizado, confeccionado e bordado em algodão pelas artesãs da rede, além de outras peças para todos os estilos.

Desfile da segunda coleção da Grife Algodão na Flor

Segundo Clébia Freitas, o festival trouxe novas perspectivas, instigando aos representantes das prefeituras em destaque nesta edição do evento (Guaramiranga, Itapiúna, Capistrano, Palmácia, Mulungu, Baturité, Pacoti, Redenção, Guaiuba e Pacatuba) a realização das próximas edições em suas localidades. Outra ação positiva foi a parceria do Grupo de Artesanato de Guaramiranga/CE, após reunião de avaliação, com apresentações de projeções de comercializações para ingressar na Rede de produtores que fazem parte da Grife Algodão na Flor.

Modelos do Uniculturas participantes do desfile da Grife Algodão na Flor, no I Festmoda Maciço | Foto: Uniculturas

Matérias relacionadas:

Grupo Uniculturas participa do I Festmoda Maciço/Intesol

Artesãs e produtoras se preparam para produção do Festmoda Maciço 2019

Confira as imagens do Evento AQUI!

Comentários encerrados.