Grupos de Pesquisa – Campus dos Malês

PROJETOS DE PESQUISA

GRUPO DE PESQUISA GEOFILOSOFIA E PERFORMANCES DE PENSAMENTO

Coordenadores: Cleber Daniel Lambert da Silva e Elizia Cristina Ferreira.

Dia e horário: Terças-feira – Das 10h às 12h;

Local: Sala 12

As ações são:

– São trabalhados textos de Filosofia e de outras disciplinas das Humanidades que oferecem subsídios para se pensar e praticar uma outra geografia do pensamento, que não se limita à história da filosofia ocidental.

– Ateliê Afropolitano: desenvolve duas ações: 1) Oficina de tradução: são realizadas traduções de textos de filósofos africanos contemporâneos; 2) Leituras Fanonianas: são realizadas leituras da obras do pensador martinicano Frantz Fanon, bem como de autores de alguma maneira mobilizam as contribuições de Fanon para pensar temas como raça, descolonial, humanismo, subjetividade e existência negra.

Mais informações: www.geofilosofia.unilab.edu.br


GRUPO DE PESQUISA: PÓS-COLONIALIDADE, FEMINISMOS E EPISTEMOLOGIAS ANTI-HEGEMÔNICAS/FEMPOS

Local: Campus dos Malês
Coordenadora: Profa. Caterina Alessandra Rea
Atividades: o FEMPOS é um grupo de Pesquisa e de Estudo que desenvolve atividades no campo da Teoria Feminista, dos Estudos Pós-coloniais e da Teoria Queer e Queer of Colour. Trabalhamos sobre a circulação de ideias e práticas teóricas feministas e queer, ao nível internacional, visibilizando, em particular, as leituras pós-coloniais, do Sul e as epistemologias minoritárias. Visamos a traduzir textos da teoria feminista pós-colonial, do feminismo transnacional e da teoria queer of colour para o português, possibilitando diálogos entre diferentes perspectivas anti-hegemônicas. O FEMPOS propõe um compreensão descolonizada e não eurocêntrica das categorias de gênero, feminismo e dissidência sexual.
Desde a sua fundação, o FEMPOS organiza reuniões periódicas (quinzenais ou semanais) para ler e discutir textos no campo da teoria feminista pós-colonial e da teoria queer e da crítica queer não-branca. Neste quadro, organizamos várias palestras, trazendo convidad@s nacionais e estrangeir@s para o Campus dos Malês.
Projeto PIBIC 2015-2016: Interseccionalidade, uma categoria útil de análise da dominação: gênero, orientação sexual, raça, classe no entrecruzamento das relações de poder. Bolsista: 1/ voluntários: 2.